ESTÉTICA

Muito mais que a beleza, trabalhamos para manter a saúde do indivíduo, mas vivemos em um mundo onde a estética molda os padrões sociais.

Existem inúmeros estudos provando que um sorriso bonito abre certos caminhos e proporciona mais facilmente algumas conquistas. Parece exagero, mas certamente o dono de um estabelecimento não vai contratar, para atender seus clientes, um funcionário que não possua os dentes da frente. Outro problema que lidamos diariamente é a frustração psicológica e a exclusão social, principalmente de crianças e jovens que perderam precocemente os dentes e sentem vergonha do sorriso. De fato, tudo que foge dos padrões de estética causa um certo impacto, e sem dúvida você já deve ter escutado que um sorriso bonito é o nosso cartão de visita. A odontologia, assim como qualquer área tanto de saúde quanto tecnológica, se aprimorou com novas técnicas e materiais, e alguns tratamentos que pareciam impossíveis há alguns anos, hoje é realidade. A “DENTÍSTICA” é a área da odontologia, junto com a prótese, que interfere diretamente nas reabilitações tanto funcionais quanto estéticas, desde pequenas restaurações e clareamentos até restabelecimentos extensos com próteses de porcelana, por exemplo.

Um dos tratamentos mais questionados pelos pacientes, por estar “na moda” entre os artistas, é a colocação de “facetas ou lentes de contato”. Esse tratamento consiste na colocação de peças em porcelana sobre a face visível dos dentes anteriores, modificando a cor e a forma dos dentes, proporcionando um sorriso mais harmônico. O desgaste do dente é mínimo e o resultado estético é rápido e definitivo.

Tratamento com Facetas:

Antes

Depois

CLAREAMENTO DENTAL

Existem duas maneiras de realizar o clareamento, e as chamamos de “clareamento caseiro” ou “clareamento de consultório” (conhecido popularmente como clareamento a laser).

As duas técnicas têm a mesma efetividade, ou seja, o clareamento que uma proporciona é o mesmo da outra. O que diferencia nas técnicas é basicamente o tempo do tratamento e o custo.

No clareamento caseiro, o paciente será moldado e o dentista confeccionará placas de silicone onde o paciente vai depositar o gel clareador e utilizar as placas por pelo menos 2 horas diárias. Em média é um tratamento que dura aproximadamente 1 mês.

No clareamento de consultório, o paciente recebe um gel diretamente no dente, sem uso de moldeiras. Esse gel apresenta uma concentração bem mais alta comparado ao gel utilizado em casa. A sessão dura em torno de 1 hora e, geralmente com 1 ou 2 sessões conseguimos o clareamento desejado. Como fator negativo, é uma técnica mais cara, e alguns pacientes podem relatar sensibilidade devido a concentração elevada do peróxido, princípio ativo que realiza o clareamento.

CLAREAMENTO DENTAL

É importante ressaltar que nenhuma pasta de dente ou enxaguatório bucal bem como fitas clareadoras ou qualquer outra “maravilha” vendida nas prateleiras de mercados e farmácias fazem o que prometem.

Estudos provam que só existe uma maneira para realizar um clareamento efetivo, que é mantendo um gel de peróxido (hidrogênio ou carbamida) em contato direto com a superfície dentária para que haja a penetração na dentina e a quebra de partículas de pigmentos impregnadas nessa camada mais profunda da estrutura dental. Todo o resto, como produtos ou terapias caseiras não realizam clareamento.

E nem todo paciente pode realizar o clareamento. Pacientes com gengivite ou periodontite (doenças dos tecidos de sustentação), portadores de cáries, fraturas, trincas extensas, restaurações insatisfatórias entre outras, são contra indicados. O diagnóstico, indicação e acompanhamento do clareamento deve ser feito por um dentista. O uso indiscriminado e irresponsável dos produtos clareadores pode causar complicações severas na saúde bucal e geral do paciente.

Nos procure para uma avaliação. Nós indicaremos o melhor tratamento.